sexta-feira, 19 de agosto de 2016

PRIMEIRAS IMPRESSÕES: SWITCHED AT BIRTH

Depois de uma maratona louca de Orphan Black e Demolidor, eu precisava relaxar um pouco e assistir uma série mais calminha, resolvi ver Dance Academy que inclusive pretendo falar pra vocês logo, mas vi tudo muito rápido, então comecei Switched At Birth, ainda estou na 1ª temporada e amando.
História. Conta sobre duas meninas que sempre se sentiram diferente da família, até que depois de um exame descobrem que foram trocadas na maternidade, tudo começa a fazer muito sentido. Mas logo, várias loucuras começam, já que um dos pais querem criar as duas meninas, mas logo descobriram que sua filha biológica Daphne na verdade é surda, depois de pegar uma doença quando criança. Logo, eles viram uma família doida, tentando se acostumar com tudo.
Os primeiros episódios já explicaram bastante da história, mas não vá pensando que tudo acaba por ali, pelo contrário, ao decorrer da série, muitos segredos começam a ser revelados, principalmente da Regina Vasquez, uma das mães. Tem todo um drama envolvido, mas os personagens são muito cativantes. Cada episódio tem mais ou menos 40 minutos, mas te garanto, nem dá pra sentir, assisto um atrás do outro, sem me cansar.
Bem no comecinho, odiava a personagem Bay que parecia ser bem chatinha, mas não passou muito tempo que se tornou minha preferida, tirando a máscara da Daphne que fingia ser uma boa moça, mas na verdade é uma insuportável, todos os comentários que vejo, sempre tem os xingamentos pra ela, e com razão, é uma personagem chata demais, que enganou todos no começo.
A série foca bastante no assunto da surdez, você até começa pegar algumas coisas da linguagem de sinais. Eu pelo menos estou cada vez mais interessada no assunto e quem sabe, aprender dessa língua, que você pode achar que não, mas é muito importante. Inclusive tem personagens que só falam na linguagem de sinais, então com certeza você vai ter que assistir legendado.
A série possui 4 temporadas até o momento, cada uma com mais ou menos 20, 30 episódios. A 5ª temporada será em Abril, mas infelizmente será a última da série, após anúncio da criadora Lizzy Weiss em seu twitter: "Esta temporada de Switched at Birth será a última. Estamos encerrando nosso programa depois de incríveis 103 episódios com orgulho, amor e gratidão".


Assim que terminar a série prometo contar tudo pra vocês, um beijo e até amanhã :)

SIGA NAS REDES SOCIAIS - FACEBOOK | INSTAGRAM | TWITTER | YOUTUBE

Snapchat: alineeb8

2 comentários:

  1. Fiquei super interessada nessa série, principalmente por ter a língua de sinais... Sou fascinada por isso!
    Lembro que no filme "De Repente é Amor", o irmão do persongem do Ashton Kutcher é surdo, e eles tem uns momentos de "conversação".
    Pena que muitos dos sinais deles são bem diferentes dos nossos, tanto que aqui chamamos de LiBraS - Língua Brasileira de Sinais. Mas é algo que me chama muito a atenção. Até aprendi algumas coisas, mas nada que leve uma "conversa" adiante...
    Ótima indicação de série!

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  2. A série parece ser realmente muito legal!
    Acho que nunca assisti uma série que tivesse língua de sinais...adorei o post!
    Beijinhoos!!

    estante-imaginaria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir